Associação de Professores
da PUC Goiás
apuc 40 anos 3
946 dias
Sem reajuste salarial. Negociações já!

Os/as Professores/as da PUC Goiás estão há 946 dias sem reajuste salarial.

14.06.2021 Imagem 19JA proximidade da marca de 500 mil mortes por Covid-19 e a realização da Copa América no Brasil darão novos e tristes contornos aos atos contra o presidente Jair Bolsonaro, planejados para 19 de junho. Movimentos sociais consideraram que houve “vitória política" nos protestos massivos de 29 de maio e decidiram repetir a mobilização.
Os atos são convocados pela Campanha Fora Bolsonaro, da qual fazem parte as frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, blocos que representam campos políticos diferentes entre os movimentos.

“Vamos pra rua neste 19 de Junho exigindo auxilio emergencial de 600 reais, vacina já e o impeachment de Bolsonaro. É preciso ainda dizer não para a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 32), da Reforma Administrativa, que pretende acabar com o Serviço Público e os direitos dos/as servidores/as”, pontua a presidenta da Central Única dos Trabalhadores no Estado de Goiás (CUT-GO), Bia de Lima, que também comanda o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego).
Um dos coordenadores do Fórum, João Pires, reforça a convocação: “no dia 19 de junho vamos pra rua exigir o impeachment desse governo genocida, vacinação e retomada do auxílio emergencial. Não queremos campeonato de futebol! Já perdemos mais de 500 mil vidas”, salienta.

Plenária
Para construir um 19 de Junho de manifestações pelo #ForaBolsonaro; #VacinaJá; #600ContraFome e #ContraPEC32 uma ampla Plenária Estadual virtual de mobilização das entidades sindicais, movimentos sociais e populares, partidos políticos, lideranças democratas e progressistas será realizada no dia 14 de junho, às 19 horas.

Depois do sucesso de 29 de Março, a expectativa dos organizadores é realizar atos em cerca de 15 cidades goianas. “É muito importante irmos para a rua mostrar nossa insatisfação com esse governo genocida, mas sem abrir mão da segurança sanitária. Nossa recomendação aos manifestantes é que estejam de máscara, usem álcool gel e respeitem o distanciamento social”, reforça a coordenadora nacional do Movimento Negro Unificado (MNU), a também sindicalista Iêda Leal.

Para o dia 19J o local da concentração já está marcado em Goiânia: Praça Cívica, às 9 horas. De lá, em carreata e passeata, os manifestantes vão descer a Avenida Araguaia, passar pela Rua 4, continuar pela Avenida Goiás e encerrar o ato na Praça do Trabalhador.


BUSCA